Um ossito para roer comigo

 

Ainda nesta Viagem Iniciática ao umbigo de Portugal para preparar a minha Conferência de dia 22 de Maio na Comunidade Portuguesa de Eubiose no Algueirão (Sintra), dei de caras com um brasão muito interessante. Estou muito longe da minha biblioteca, por isso não tenho acesso a listas de famílias e brasões. Na internet desconheço um site que me possa ajudar. Por isso decidi recorrer aos meus leitores.

Algum de vocês sabe a que famílias pertence cada um dos dois quartéis que estão reproduzidos acima? O primeiro parece consistir de cinco folhas de carvalho ou de figueira (Carvalho, Figueiredo?); já o segundo parece ter cinco estrelas de oito raios. Em tímbre temos o que parecem dois ramos de carvalho cruzados. De momento não faço a menor ideais de que famílias estamos a falar nesta parte do brasão! Alguém pode ajudar? Vamos roer este ossito juntos?

Advertisements

3 thoughts on “Um ossito para roer comigo

  1. Meu Caro Luís de Matos,

    Não sei se ainda venho a tempo de dar uma ajuda…

    Numa breve consulta ao Armorial Lusitano, posso dizer, com toda a certeza, que Carvalho não é. Como sabes, a folha de carvalho está praticamente ausente da Heráldica portuguesa, ao contrário da flor-de-lis, que existe profusamente e que, por momentos, pensei que poderia tratar-se de tal. Mas, ao que tudo indica, nesse quartel (o primeiro), teremos Figueiredo ou, eventualmente, Figueiroa, mas inclino-me mais para a primeira hipótese.

    As armas dos Figueiredo são: De vermelho, com cinco folhas de figueira verde, nervadas e perfiladas de ouro, postas em sautor (do Armorial Lusitano). As de Figueiroa são: De ouro, com cinco folhas de figueira verde, postas em sautor (ídem).

    Quanto ao segundo quartel, parece-me que se trata das armas dos Alvelos, cujas armas são: De vermelho, com cinco estrelas de oito raios de ouro; ou dos Roxas, cujas as armas, neste caso são: De ouro, com cinco estrelas de azul de oito raios.

    A questão do timbre é que vem baralhar isto tudo…

    Não vejo o restante escudo, mas posso supor que se trata da repetição do 2º quartel no 3º e o 1º no 4º. Se assim for, penso que o timbre teria de estar relacionado com as armas das famílias, mas, apesar de fazer um grande esforço nesse sentido, não consigo ver aí “um pescoço e cabeça de urso de sua cor, lampassado de vermelho e carregado duma das estrelas do escudo no pescoço” – dos Alvelos (os Roxas não têm timbre). Já “dois braços de leão de vermelho, passados em aspa, e cada um com uma folha de figueira verde nas garras” é mais fácil de “ver” na parte superior do timbre, e que é o timbre que também pode ser encontrado nos Figueiredo.

    Em jeito de conclusão, poderemos afirmar, com algum grau de certeza, que se trata dos Figueiredo no primeiro quartel do escudo. No segundo quartel, mantêm-se as dúvidas.

    Um abraço,
    Luís Carlos Silva

  2. Caro Luis Carlos Silva (também sou Luis Carlos, a propósito…), muito obrigado! Eu bem pensava que seria Figueiredo, mas a dúvida subsistia. Tenho uma edição do Armorial, mas está, como uma boa parte da minha biblioteca mais antiga, acondicionada numa arrecadação à espera que tenha tempo de a abrir e classificar. Por isso vi-me em dificuldade, e a internet não ajudou nada. Assim, muito obrigado pelo interessante comentário.

    Já agora, os outros dois quartéis não são uma repetição. No terceiro está uma pelicano que alimenta três filhos e no quarto as armas dos Morais, com uma variação estranha. Depois da conferência publico aqui e talvez possamos então avançar um pouco mais.

    Mais uma vez, obrigado, caro amigo,

    Luis de Matos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s